Prefeito Joãozinho assina convênio para a construção de 187 casas através do Programa Nossa Casa em Pereira Barreto

Compartilhe:

Assinatura do convênio foi feita virtualmente junto ao Secretário Estadual de Habitação, Flávio Amary.

O Prefeito da Estância Turística de Pereira Barreto, Joãozinho, assinou na tarde desta terça-feira (30) um convênio junto a Secretaria Estadual de Habitação de São Paulo para a construção de mais 187 casas populares em Pereira Barreto. A assinatura do convênio foi realizada virtualmente, através de uma reunião por videoconferência, juntamente com o Secretário Estadual de Habitação, Flávio Amary.

As unidades habitacionais serão construídas em um terreno de propriedade da municipalidade, localizado na Avenida Humberto Liedtke, próximo a Creche Rose Fachini. De acordo com Flávio Amary, os imóveis devem ficar prontos até 2022: “é um programa inovador, que utiliza terrenos disponíveis das prefeituras para agilizar o processo em um prazo mais curto e com custos mais baixos”, ressaltou o secretário.

A incorporadora que oferecer o maior número de unidades pelo menor preço vence a licitação. Os imóveis poderão ser financiados pela Caixa Econômica Federal, utilizando o FGTS e o programa Minha Casa Minha Vida.

O Programa Nossa Casa visa ampliar a oferta de habitação de interesse social em todo o Estado, investindo mais de R$ 1 bilhão para ofertar 60 mil novas moradias para as famílias que mais precisam. O programa lançado pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Habitação, promove parcerias entre o Estado, as prefeituras e a iniciativa privada para fomentar a produção de unidades habitacionais em terrenos públicos para as famílias de baixa renda.

O Programa Nossa Casa visa reduzir o déficit habitacional por meio do atendimento às famílias com renda de até três salários mínimos e para aquelas que recebem auxílio moradia. Esse segmento é a prioridade do governo estadual e para ele o programa proporcionará uma nova alternativa.

O programa vai oferecer habitações a preços sociais, ou seja, com valores reduzidos em relação ao mercado, além de dar subsídios que podem chegar a R$ 40 mil para famílias com renda de até três salários mínimos (R$ 2.994,00). Famílias com renda entre três e cinco salários (R$ 5.817,75) também poderão adquirir seus imóveis com subsídios no valor de R$10 mil.

As famílias de baixa renda receberão subsídios de até R$ 40 mil da Agência Casa Paulista da Secretaria de Habitação. Os preços sociais que devem ser praticados vão de R$ 100 a R$ 130 mil por unidade.

Quem estiver interessado em comprar os imóveis já pode fazer o registro de interesse para participar do programa por meio do site: www.nossacasa.sp.gov.br. Caso o número de candidatos seja superior às unidades sociais disponíveis, a seleção será realizada por sorteios públicos.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *