Educação Permanente e Vigilância Epidemiológica de Pereira Barreto divulgam balanço dos trabalhos realizados durante o carnaval

Compartilhe:

Os setores realizaram as ações durante o “Carnapraia 2017”

 

Os setores de Educação Permanente e Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde da Estância Turística de Pereira Barreto promoveram o trabalho preventivo no “Carnapraia 2017” com distribuição de preservativos e géis lubrificantes.

 

Além disso, os foliões foram informados sobre os testes rápidos de HIV/Sífilis que são disponibilizados nas Unidades de Saúde.

 

Em quatro noites de carnaval foram distribuídos em média 5.000 preservativos e 2500 géis lubrificantes.

 

Foi mantido na festa um ponto fixo de distribuição, além da distribuição na entrada da pista e camarotes da festa.

 

O panorama hoje no Brasil é de 260 mil pessoas vivendo com HIV e que ainda não estão em tratamento, e também de 112 mil brasileiros que têm o vírus e não sabem disso. Além de prevenir contra as infecções sexualmente transmissíveis, como a AIDS, o uso contínuo da camisinha também evita a gravidez indesejada.

 

Os jovens foram o foco principal desta ação, já que essa é a faixa etária que menos usa camisinha.

 

Pesquisa de Conhecimento, Atitudes e Práticas indica queda no uso regular do preservativo entre os que têm de 15 a 24 anos, tanto com parceiros eventuais – de 58,4% em 2004 para 56,6%, em 2013 – como com parceiros fixos – queda de 38,8% em 2004 para 34,2% em 2013.

 

Vale informar que os preservativos são disponibilizados continuamente nas Unidades de Saúde em locais de fácil acesso.

 

img 20170303 wa0081 764be

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *