Campanha de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes será realizada em Pereira Barreto

Compartilhe:

 

Campanha será realizada de 14 a 18 de Maio.

 

O CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) de Estância Turística de Pereira Barreto irá realizar a Campanha de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no município. O CREAS é o responsável pela organização das campanhas de combate as mais variadas formas de violências no município.

 

O tema deste ano será “O silêncio protege o agressor”. Em 2018, o foco da campanha para o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, serão as crianças. Em 2016, a campanha foi trabalhada com os professores da Rede Municipal de Ensino e em 2017, foram os pais que estiveram em destaque nas ações e, este ano as orientações e trabalhos serão voltados para as crianças.

 

O intuito será trabalhar o tema de maneira lúdica e com linguagem adequada para a faixa etária das crianças, despertando para o diálogo, prevenção e proteção dos menores à esta problemática.

 

Em Pereira Barreto, as ações serão realizadas na semana dos dias 14 a 18 de Maio da seguinte forma: atividade lúdica/pedagógica nas escolas da rede municipal de ensino; atividade pedagógica para as famílias em horário noturno; panfletagem no comércio local e capacitação para toda a rede de proteção e garantia de direitos do município, organizado pelo CMDCA.

 

O maior objetivo das campanhas educativas é despertar a população para a importância da denúncia. O canal do DISQUE 100 é o mais utilizado e importante aliado para romper o silêncio e corroborar no combate à violência sofrida por crianças e adolescentes.  Lembrando que as denúncias são ANÔNIMAS.

 

As campanhas serão realizadas pelas equipes que integram a campanha Secretaria Municipal de Assistência Social, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescentes (CMDCA), Centro de Referência da Assistência Social e do Conselho Tutelar.

 

A intenção é destacar a data para mobilizar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta de prevenção e combate à violência sexual contra crianças e adolescentes, pois ninguém está livre de ser atingido por essa situação. É preciso formar uma consciência nacional para denunciar e romper com esse ciclo de violência e proteger meninas, meninos e adolescentes brasileiros.

 

A exploração sexual de crianças e adolescentes não é um problema exclusivo do Brasil. Trata-se, infelizmente, de uma questão mundial, como aponta estudo realizado recentemente por organizações internacionais compromissadas com o tema e que resultou em um relatório de referência, que aborda a problemática sobre a exploração sexual no contexto do turismo.

 

No Brasil, a exploração sexual de crianças e adolescentes tem números assustadores. Da mesma forma, é assustador o desconhecimento da sociedade a respeito do assunto e, quando não há o desconhecimento, o problema é justamente a naturalização da situação envolvendo o tema deste ano.

 

Em meados do ano 2000, o dia 18 de Maio foi constituído pela Lei Federal Nº 9.970 como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Essa data foi escolhida em razão do crime que comoveu toda a nação brasileira em 1973, o Caso Araceli, em que uma menina de 8 anos de idade foi cruelmente assassinada após ter sido violentada em Vitória, no Espírito Santo.

Notícias relacionadas

Campanha de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual...   Mais de 2 mil pessoas participaram, direta e indiretamente, da campanha.   O CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência So...
Campanha de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual...   Objetivo é destacar a data para mobilizar e convocar toda a sociedade a participar da luta de prevenção e combate à violência sexual contra c...
Campanha de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual...   Campanha terá início na próxima segunda-feira  e se estenderá por toda a semana.   O CREAS (Centro de Referência Especializado de A...
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *