11 de Agosto

Em agosto, o nosso município estará em festa, no dia 11 comemoramos 90 anos.

Localizada no noroeste do Estado de São Paulo e com aproximadamente 26 mil habitantes, Pereira Barreto é cercada pelas águas límpidas do Rio Tietê, tendo uma natureza exuberante.

Cidade com grande potencial turístico, Pereira Barreto é composta por um povo batalhador, de bem e receptivo.

Assim, para comemorar os 90 anos, a Administração Municipal programou uma grande festa e você é nosso convidado!


Programação

Diversos eventos foram planejados para comemorarmos em grande estilo noso aniversário, program-se e participe!



Fotos históricas

Arraste a seta para ver como era alguns pontos de nossa cidade, como eram no passado e como estão na atualidade.

Atenção!
Mova o mouse sobre a foto para ver o antes/depois.
Mais fotos serão adicionadas até 11/08.


Nossa história

Conheça nesta página a história da cidade de Pereira Barreto, suas origens, personalidades e acontecimentos marcantes na sua formação, e desenvolvimento.

 1858 70e7e
A região onde se localiza atualmente o município de Pereira Barreto fazia parte de uma fazenda federal, onde, em 1858, foi criada uma colônia militar com o nome de “Estabelecimento Naval de Itapura", em virtude de estar situada justamente no salto de Itapura, no rio Tietê.
casarao-dom-pedroii-itapura
1909
Havia nessa região, naquela época pertencente ao município de São José do Rio Preto, um povoado situado à margem do rio Tietê, chamado Itapura, que foi elevado a distrito em 1909.
1910
Parte desse território, inclusive, foi desmembrado e incorporado ao distrito de Penápolis, em 1910.

Era proprietário das terras do povoado de Itapura o Coronel Jonas Alves de Mello, que então já havia vendido grande parte dessa propriedade a vários imigrantes japoneses.
1928
Pereira Barreto foi fundada oficialmente, em 11 de agosto de 1928, com o nome de Novo Oriente, quando Mitsusada Umetani responsável pela Sociedade Colonizadora do Brasil Ltda (BRATAC) adquiriu parte das terras do povoado de Itapura, (50 mil alqueires) do Coronel Jonas Alves de Mello a fim de receber imigrantes japoneses que vieram para o Brasil, naquela época, trabalhar na lavoura. As terras então já pertenciam, pela Lei n.º 2008, de 23 de dezembro de 1924, ao município de Monte Aprazível.
Mitsusada Umetani e Coronel Jonas Alves de Mello (da esquerda para a direita).
Mitsusada Umetani e Coronel Jonas Alves de Mello (da esquerda para a direita).
Mitususada Umetani ex-governador da província japonesa de Nagano e diretor-gerente da BRATAC.
Mitususada Umetani ex-governador da província japonesa de Nagano e diretor-gerente da BRATAC
divisao-bratac
Planta da área dividida em 10 alqueires paulista, Projeto urbanistico do engenheiro Kazuo Nakashima.
Engenheiro Kazuo Nakashima.
Engenheiro Kazuo Nakashima.
As terras então adquiridas pela Sociedade Colonizadora eram banhadas por grandes rios, como o Tietê e o Paraná, o que as tornavam apropriadas para a lavoura, que, em pouco tempo, tornou viável o rápido progresso da região.
1932
1º de Julho de 1932 autorização para construção da ponte Novo Oriente que tinha como proposito ligar o núcleo urbano da fazenda Tietê (que deu origem a Pereira Barreto) com a estação de trem de Lussanvira, Porém no dia 09 do mesmo começa a Revolução Constitucionalista o que fez a prova demorar 2 anos a mais que o previsto para ser concluída.
1935
26 de Junho de 1935 doação da da ponte Novo Oriente ao governo do estado e sua inauguração.
26 de Junho de 1935 doação da da ponte Novo Oriente ao governo do estado e sua inauguração.
 
ponte-novo-oriente-pereira-barreto 26453
A ponte custou 1200 contos de Réis, e tinha 160 metros de comprimento e 25 metros de altura, projeto do Engenheiro japones Kazuo Nakashima.
1938
Em 1938, o então distrito de Novo Oriente foi elevado à categoria de município, pelo Decreto n.o 9.775, de 30 de novembro de 1938, e recebeu então o nome de Pereira Barreto, em homenagem ao médico e político brasileiro Dr. Luiz Pereira Barreto(1840-1923).
Fundação Pereira Barreto
1958
No ano de 1958, pela ocasião da comemoração do 30º Aniversário de Fundação da cidade foi inaugurado o relógio de quatro faces mais conhecido pela população da cidade como Relojão é uma marco da imigração japonesa na cidade, o monumento fica localizado no centro da cidade na confluência das ruas Cozo Taguchi e Fauzi Kassim.Foi construído pelo Srº Risaburo Murai.
 
Construção relojão
 
Foi inaugurado também em 1958 no dia 20/09 o GO-JU-NO-TO que representa um Templo de Madeira onde os Chefes Samurais (membros do Governo Japonês), guardavam suas jóias e livros sagrados. Devido a sua estrutura e durabilidade, serve até hoje de estudo para construções modernas.Originária do Japão à partir do ano 706 (século VIII). Também a religião budista costumava guardar os trabalhos de arte tradicional,a obra  fica localizada na Praça da Bandeira,e construída pelo Sr. Hisaburo Murai (colônia japonesa), 
 
go-ju-no-to
1980
Início da construção do canal de Pereira Barrreto visando conectar os estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Goiás, viabilizando a navegação pelo tramo norte da hidrovia Tietê-Paraná.
inicio-construcao-canal-de-pereira-barreto
 
1980
Em 1990, a cidade transformou-se quase em uma ilha fluvial, em decorrência da formação do lago da hidrelétrica de Três Irmãos, no rio Tietê.

Pereira Barreto, que até então era uma cidade de tradições agropecuárias, perdeu a maior parte de suas terras agricultáveis.
uhe-tres-irmaos-em-construcao
A Usina Três Irmãos é a maior usina construída no Rio Tietê, a 28 km da confluência com o Rio Paraná. Possui cinco unidades geradoras com turbinas Francis e potência instalada de 807,50 MW.
Sua barragem tem 3.640 m de comprimento e seu reservatório mede 785 km2. Possui duas eclusas para navegação.
Em 30 de Outubro de 1990, a Ponte Novo Oriente foi completamente submersa, repousando nas águas do rio Tietê desde então a 14 metros da superfície,Hoje, ainda é possível observa-la por meio de mergulho, utilizando-se, para isso, equipamentos adequados. No lugar desta, foi construída uma nova ponte pênsil com o mesmo nome, localizada um pouco mais distante da área da antiga ponte.
ponte-novo-oriente-submergindo
1993
A primeira unidade geradora da Usina Três Irmãos entrou em operação em novembro de 1993 e a quinta, em janeiro de 1999.
2000
13 de abril de 2000, a cidade foi elevada à categoria de Estância Turística pelo Governo do Estado.
 
Pereira Barreto ainda guarda fortes traços de seus fundadores, os imigrantes japoneses, que podem ser facilmente observados na cozinha, nos costumes e nos monumentos públicos da cidade. Posteriormente, vieram para cá, também imigrantes italianos, espanhóis, portugueses, sírios, libaneses e muitos brasileiros vindos de várias regiões do País, principalmente do Nordeste.
Pereira Barreto, hoje é considerada um paraíso ecológico.
Há muitas opções para quem vem à nossa terra: praia, muito sol, ar puro, fauna e flora riquísima.


Símbolos Municipais


Brasão de Pereira Barreto

As cores são preto, vermelho, branco, verde, azul e prata, o sol vermelho representa os japoneses que fundaram a cidade, o turismo é representado pela pesca e praia, a cana de açúcar e pecuária representa a economia da cidade, a hidrelétrica representa a fonte de energia do município, além de representar uma das fontes de renda, a cor azul de fundo do brasão representa as águas que banham a cidade, o rio Tietê e São José dos Dourados a ponte Novo Oriente representa o nosso maior monumento histórico, a balsa representa o meio de transporte fluvial e a coroa mural representa a bravura e hospitalidade do povo Pereirabarretense.

LEI MUNICIPAL Nº 3.626, DE 11 DE JUNHO DE 2008

http://camarapereirabarreto.sp.gov.br


Hino da cidade

Letra: Elisa Igi
Música: Ana M. Ono
Intérprete: Victória Hideko

Salve, salve terra amada;
És o berço de imigrantes
Novo Oriente era o teu nome
Salve oh Pereira Barreto
Este nome foi herdado
de um ilustre cientista
De grandes feitos à humanidade
Vulto heróico de nossa história

(Refrão)

Salve Veneza Paulista
Entre as águas volumosas
Ressurge, majestosamente
No céu aberto de lago azul
Na bacia dos três rios
Tu surgistes majestosa
Tuas águas caudalosas
Em energia transformada
Sacrifício de teu povo
Para o progresso de São Paulo
Salve oh povo incansável
És o orgulho de meu rincão


És por Deus abençoada
Terra fértil e dadivosa
De pastagens verdejantes
Sob céu do meu Brasil
O calor do teu povo
Irmana o clima de tua terra
Transmite a todos os que chegam
Alento e força para lutar.


LEI MUNICIPAL Nº 3.626, DE 11 DE JUNHO DE 2008


Bandeira de Pereira Barreto

A Bandeira de Pereira Barreto, assim se descreve: retangular, de vermelho, com uma cruz firmada de branco, coticada de preto, tendo brocante sobra o encontro de seus ramos, um círculo branco, carregado do brasão de armas, tem 14 m (quatorze módulos) de altura por 20 m (vinte módulos) de comprimento, os ramos da cruz tem 3 m (três módulos) de largura, a cótica tem 0,5 m (meio Módulos), o círculo tem 9 m (nove módulos) de diâmetro e o Brasão de armas tem 6 m (seis módulos) de altura, encontrando-se a linha mediana do ramo vertical da cruz, a 7 m (sete módulos)de distância de tralha.
LEI MUNICIPAL Nº 1.116, DE 25 DE ABRIL DE 1978 http://camarapereirabarreto.sp.gov.br



Vídeo Especial